GÁS

Media para todos: Um passo a cada traço; Equipe somando espaço; Abraçados soldados; Lições aprendidas; Estado da arte; Hipóteses vencidas; Voltamos de marte; Boas práticas para usar; Muito suor para pingar; Experiência para guiar; Idéias para empolgar; Estudos para aprofundar; Metas para alcançar; Jorge Andrade Mangueira (06/01/2015) Anúncios

CARANGUEJO DO TIO HUDSON

Uma repetição muito almejo Quando essa foto revejo. Aproveito o suculento e poético ensejo Para registrar o prazer de comer esse caranguejo. Humm… que delícia é o som Da arte culinária do amigo Hudson Na mesa posta pela amada Carol, Acompanhada de uma beats Skol. Foi de lamber os dedos Ao molho de coco e…

SUBJETIVIDADE

Eu outras palavras disse O comportamento da Lady Dice. A arte é subjetiva e não deixa clara A opinião da Clara. Os oito braços mais dois tentáculos da lula Não somam a quantidade de dedos das mãos do Lula. Só os desafinados acertam o tom É o inverso gozado da bossa nova do Tom. De…

SAMBA NA POEIRA

O cara levou ela pra trabalhar na poeira E ainda serviu um copo d’água da torneira. A volumosa camada de ácaro acendeu a gripe E feriu a sua nobre estirpe. Uma dama não merece banho de fuligem, Amasso temperado com sujeira, Ter o corpo mergulhado na descuidada paisagem Feita de pó, não ergonômica e grosseira….

HINO DO BLOCO DO RECANTO DO POETA

O verso veste o manto Do bloco do recanto. Na praia do amor O carnaval já começou. O rangido da trilha acelera o frevo. Os foliões vencem o relevo, A chata mosca mutuca do mangue E a cachaça do bagre no sangue. A rã salta na avenida, O peixe rasga a rede e ganha saída….

ESCADA DO AMOR

No balanço quente da rede Sopra a noite que pede O deleite que rende E sacia a sede. O som do mar sugere a letra Do carimbo que impetra A brisa que penetra E sai pela uretra. A praia atinge o seu maior calor, Avança, recua, abre o fulgor E honra o ciclo do amor….

14 MINUTOS

No tempo do verso Eu te confesso: A inspiração não me deixa dormir, Preciso criar e sentir A engorda do meu diário poético Com rima pobre ou rica Esperando a doce ou bruta crítica Para alimentar seu senso lírico Que jorra o livre soneto Em cada linha por minuto Pintando a tela sem pensar muito….

CHEGAR

Ao trabalho me entrego Para beijar o resultado produtivo Que com amor carrego Dentro de um foco cativo. Registro em poesia A passagem do meu dia No desafio que recebo e louvo Com a força de um sonho novo. A motivação abraça a crença, O coração sentimental abre a cabeça Para que a fala universal…

SONAR

Um código integrado E continuamente tratado Com o sonar do desembaraço Que penteia os ruídos do traço. Um grito dispara A construção de um cara Que corre em busca do sucesso Ao sabor de um café expresso. Ele pisca o progresso Move-se para o alvo, Respira o teste explosivo, Passa pelo olhar incisivo Vibrando com…

SHOW DE SEU JORGE – EXTREMO CULTURAL

Show do meu xará, Swing sem parar. Uma chuva de música boa Molhou a gente de João Pessoa Com um fantástico balanço carioca Da alta classe de malandro bamba, Nos enroscou na rica roca Fina flor instrumental do seu samba Que vai da favela ao condomínio, Eleva o trabalhador no seu ofício Com a mesma…

EU E ELA A GIRAR

Eu e ela a girar: Treino beira-mar, Risadas no ar, Arrochos no respirar. Ela e eu a girar: Dor para dengar E cansaço para beijar Na vez de hidratar. Eu e ela a girar Vencendo os quebra-mares Da praia no melhor dos seus ares. Ela e eu a girar Pedalando para chegar Na recompensa que…

VERSOS E BITS

O poeta sossega No fim da noite Com o treino que prega O seu programado mote Cheio de sono, suado De escovar bits, empolgado E feliz com as linhas de amor Que o seu coração revelou No trabalho que guia O caldo da poesia Do homem que passa Com a linguagem que abraça O padrão…