MINA-POÉTICA

Nesse terreno de mineração, O verso é o produto da extração Na lavra que a rima cria No vagão que transporta poesia. Nesse explorado soneto livre O desenho cava, escreve e descobre A narrativa do pleno ardor De um diamante que brilha amor. Um sonho, uma viagem pro futuro, Um plano, uma paz de ouro…

ISRAEL

Saudades estou sentindo, Uma reza consola a distância. Narro com poética coerência A imagem que sigo curtindo. Viajo ao teu lado Na fé desse recado. A inspiração me toma Longe ou perto da chama. Um coração quase Israelito Percorre um chão Santo e bonito: Por Ruínas de Cesaréia, onde a imponência do império romano se…

SONHO MARÍTIMO

Sonho que tenho aqui no peito, Retrato de um marujo perfeito. Um barco para abraçar o mar, A poesia para navegar À deriva, ao sabor do amor. Ventos bravos de ardor. Vistas perdidas para guiar A bela carta náutica do amar. Romper os continentes, Vencer as águas distantes, O frio, o breu e a sede….

MEU CARO AMIGO

No café da manhã Mandei um bom dia “meu caro amigo”. O garçom do hotel pensou comigo E disse: do Buarque também sou fã. Me levou ao bar Para apresentar A sua coleção de Chico E disse: de gosto musical sou rico. Diante dos discos, Ele destacou “Meus Caros Amigos” E “Construção”, como os seus…

PIPA ILUMINADA

Ruas chamando para dançar. Bares tocando do jazz ao popular. Arrepios brotando da guitar. Cordas pintando praia e mar. Pipas sobrevoando a bossa do lugar. Paisagens ligando o som ao olhar. Calangos iluminando um seleto cantar. Gringos girando o sustentar. Setas guiando pros aconchegos. Amores vivendo os seus segredos. Noites rendendo muito animadas. Artes chovendo…

ESCALA: JAMPA SAMPA

Com a benção na “Jampa” A viagem no céu se faz É a mãe quem aponta Com seu orgulho demais É a poesia no voo Em modo avião No balanço do coração Entre asas de amor É o barulho que não cansa De sair da lembrança Como um beijo sem espaço Como um tom zé…

RIO DE AEROMOÇAS

Enquanto instruções eram mímicas Nem por um segundo olhou-me A linda aeromoça Nem no movimento mais balançado Encontrou-me extasiado Por sua beleza de aeromoça Nem o desconforto da poltrona Me desconcentrou Da linda aeromoça Mas no deslumbre pela paisagem Do Rio de Janeiro Num olhar ligeiro Matou a minha sede A bela aeromoça Jorge Andrade…

VOANDO PARA O PANAMÁ

Seis horas e meia voando Hora sono, hora poesia Nada mais me contagia Do que seguir sonhando No mar, no amar E nas nuvens até o panamá Desenhos consigo imaginar Entre o branco e o azul sem limiar Com o sol aquecendo a janela Com a força de uma turbina Com a labuta que é…

O AVIÃO

O avião parece deslizar na neve Prefiro tocar a sua pele O avião manobra inclinando E a água não se meche Prefiro você transbordando O avião faz um som constante Prefiro a sua voz O avião destaca turbinas Prefiro a sua força de mulher O avião viaja por lugares Prefiro você aqui O avião carrega…

METADE DE AMOR

Quanto tempo falta ? Já voei metade O que na outra cabe ? Sinto um cheiro de cálice Muitos dormindo Outros bebendo E eu curtindo as veias d’água Do verde pulmão que passa Mas e o sol feito uma laranja ? Não adianta, brilha em casa a verdade Da outra metade Essa agora é de…

LAPA

Eu estava num sonho Seguindo as dicas dela Em cada sinal um espanto De uma lapa em descoberta Era um deleite nas entranhas Queria ver aqueles arcos Lembrar os seus curvos traços Viver as suas doces manhas No trajeto em busca dela Em cada pisada um canto De malandro sem tutela Mas cheguei na luz…

O PRESENTE

A Disney soprou no meu quintal Com poesia de fascínio universal E de tanta alegria, virei criança E em cada sorriso, lembrei da Geovana Nos inesquecíveis parques Uns leves, outros mais pulsantes Até a fila é uma atração O brinquedo, então, pura emoção Boquiabertos e integrados Todo e qualquer alvo é de paisagem A trupe…