LINDA E LINDO

Ela me chama de Lindo E eu a chamo de Linda. A vida segue sorrindo, É sempre cedo ainda. Ela é a minha musa, Eu sou o seu poeta. A inspiração é profusa Nesse olhar que me completa. Ela me dar o que mereço E eu lhe dou o que merece, Assim a soma só…

PARA TE TER

Te entender é perder o segredo Te respeitar é ter sempre medo Te descobrir é manter o fogo Te ganhar é o melhor jogo Ter saudade é estar sempre junto Ter coragem é o pulo do gato Ter fome é saber dividir o prato Ter sono é trabalhar a ponto Para completar é preciso abdicar…

CARNAVAL

A ressaca do carnaval me deixa quieto. Bebo, recito, canto, danço e brinco tanto Com o meu povo seleto, Que das cinzas eu faço prantos. O êxtase quer pular o mundo, A virgem sai feito uma bicha louca, As marchinhas, os frevos de saudade, a muvuca, As músicas de plástico no feriado vagabundo. Tudo isso…

ESCADA DO AMOR

No balanço quente da rede Sopra a noite que pede O deleite que rende E sacia a sede. O som do mar sugere a letra Do carimbo que impetra A brisa que penetra E sai pela uretra. A praia atinge o seu maior calor, Avança, recua, abre o fulgor E honra o ciclo do amor….

SOMAR

O vento bate e balança a namoradeira A maré afina a corda terceira O poeta se inspira na brisa faceira Que deixa a cama primeira Uma orquestra engrena as ondas Os pratos viram pedras O som deságua na areia E cria a música como uma sereia O farol pisca o metrônomo O coqueiro chocalha o…

PERTO

Recebi uma imagem de São Jorge. A rima com esse nome unge A força de um guerreiro que age Na fé de um dia longe. Essa lembrança não me foge, Quando a lança tange O dragão que emerge Do toque de um dia longe. Do sopro de fogo surge O amor que converge Do calor…

EI E ER COM TO

Muito estou certo De que sinto por perto O seu carinho coberto De um sincero aperto Entre o peito E o recíproco respeito. Entre o direito E o belíssimo jeito De andar reto De pensar concreto Na paz que seto Com o desenho do riso liberto Para deixar o olhar boquiaberto E o beijo cada…

COUNTDOWN

Quando fostes eu senti Um cronometro dentro de mim Pulsando no meu coração de guri A lembrança do seu cetim. Vejo circular o tempo que pinta A volta do seu cheiro, O giro do seu gostoso tempeiro E a sua viagem tão bonita. Nesse poema o regressivo contar Me permite chegar No carimbo da verdade…

EU PEDAL

Eu um pedal que desliza Beijando na subida E tremendo na descida Da sua pele lisa. Eu uma marcha levada Abrindo a estrada, Cuspindo poeira E carimbando até na saideira. Eu um olhar que roda Girando a corda De uma poética mente. Eu uma trilha quente Fundindo-se com a natureza Da sua rica beleza. Jorge…

EU, MEU PAI E VINÍCIUS

Eu, meu Pai e Vinícius Vejo o retrato e a falta que faz Um gole da poesia do Morais Um vinho elevando os célsius O diplomata mais popular De múltiplo idioma e de pileque Tempera a noite ao recitar Na direção de uma mulher no clique Um fundo poético Avança um sentimento erótico Que dialoga…

CLARÃO

Foi juntando as mesas Que nos conhecemos. A poesia iluminou-se de belezas E no melhor dos acasos nos acendemos. O seu dia de aniversário É o meu dia de poeta Que com o coração escreve essa seresta De romântico e florescente vocabulário. Trinta menos vinte e oito dá dois Guerreiros, sonhadores e apaixonados sóis Durante…

FRUIR

O som do nosso amor Estala, range e grita. O rio que chega com tremor Lubrifica, frui e dilata. A quente música nasce da chama, Do reco reco da cama, Da cuíca com efeito, Da bateria tocada com deleito, De uma gostosa orquestração, De um pulsante coração, De uma escola que desfila bamba E de…